Escaldão solar: o que fazer e como tratar?

O comum escaldão é, na verdade, uma queimadura provocada pela exposição solar e pela ação nefasta dos raios ultravioleta. De gravidade variável, um escaldão pode chegar até ao terceiro grau de uma queimadura, que já corresponde a uma destruição de tecidos. Por isso mesmo, cuidar da pele para prevenir os escaldões e estar atenta aos sinais de preocupação quando a pele já está danificada é bastante importante.
Os raios UVB estimulam a produção de melanina da pele e são, por isso, os responsáveis pelo tão desejado bronze. No entanto, são também responsáveis pelos escaldões. Os raios UVA têm um papel menos preponderante nas queimaduras solares, desencadeando, por outro lado, alergias ao sol e um envelhecimento precoce da pele.

[pub title=”Clínicas BodyScience” subtitle=”A beleza de um corpo saudável”]

Possíveis causas de um escaldão

  • Permanência prolongada ao sol;
  • Uso ineficiente de um filtro solar;
  • Contacto ou uso de produtos sensibilizantes como: limão, perfumes e algumas frutas;
  • Uso de remédios sensibilizantes ao sol (como antibióticos, por exemplo).

Como prevenir

  • Saia imediatamente do sol assim que sentir os primeiros sintomas;
  • Beba muita água para manter a hidratação do organismo e da pele;
  • Utilize protetor solar com um fator de proteção elevado durante todos os dias do ano, reforçando a sua aplicação nos dias de maior exposição ao sol;
  • Utilize um protetor solar para o cabelo e couro cabeludo;
  • Evite as horas de maior perigo de exposição solar;
  • Utilize chapéus e lenços para proteger a cabeça e os olhos;
  • Renove a aplicação do protetor solar a cada duas horas, mesmo que este seja à prova de água;
  • Depois da exposição solar aplique um after-sun para ajudar a hidratar a pele.

O que fazer para tratar um escaldão

A maior parte das queimaduras solares resolve-se facilmente sem o recurso a um médico dermatologista, no entanto, saiba que há situações graves onde é necessária a intervenção de um especialista.
1. Resguarde-se do sol assim que sentir os primeiros sintomas de um escaldão, como a pele vermelha e quente ao toque;
2. Arrefeça imediatamente a zona queimada com água fria da torneira durante alguns minutos;
3. Aplique compressas humedecidas em água fria para controlar a dor e o edema;
4. Hidrate a pele afetada com recurso a um creme ou loção apropriados, de preferência gordos e sem perfume para evitar irritações extra;
5. Aposte em roupas largas, frescas e leves, feitas de um material confortável e que não agrida mais a pele;
6. Se a dor atingir níveis difíceis de suportar, tome um analgésico ou um anti-inflamatório para combater a inflamação da pele;
7. Ingira muita água e muitas frutas com grande composição de água para repor a hidratação do corpo. As hortícolas e as frutas com cores vivas como a papaia, a manga e a romã são também benéficas, já que contém muita pró-vitamina A;
8. Esteja atenta a possíveis sinais de infeção junto do local afetado.

O que não deve fazer em caso de escaldão

1. Não recorra a água gelada nem a gelo, já que podem queimar ainda mais a pele, já sensível por causa do escaldão;
2. Não esfregue a pele ao limpar ou secar. Pelo contrário, enxague cuidadosa e delicadamente;
3. Não ceda aos conhecimentos populares que indicam os supostos benefícios da manteiga, do óleo, da clara de ovo e da pasta de dentes. Estas mezinhas são totalmente contraindicadas;
4. Não utilize algodão ou outro qualquer material que possa aderir à pele queimada sob pena de ser difícil retirá-los e de causar ainda mais dano;
5. Não utilize roupa apertada;
6. Não rebente as bolhas. Estas indicam uma queimadura de segundo grau que deve ser vista e acompanhada por um médico especialista.

Protetor solar: a melhor aposta

Diferentes tipos de pele merecem diferentes cuidados. Escolher o protetor solar ideal para si não tem de ser um “bicho de sete cabeças”. Tem apenas de seguir algumas regras e ter em atenção alguns pormenores, como o fator de proteção e o tipo de pele. O Fator de Proteção Solar, FPS, mede o tempo que a pele exposta ao sol demorará a ficar vermelha. Esse tempo depende, claro, do tipo de pele e do próprio horário de exposição solar.
E sabia que, ao contrário do que muitas pessoas fazem, o fator de proteção da pele deve manter-se elevado, independentemente do grau de bronze? Na verdade, a pele bronzeia-se para se defender dos raios ultravioleta, sendo, por isso, uma manifestação da agressão solar na pele.

Na Bodyscience vai encontrar os melhores tratamentos para que os sinais de envelhecimento não sejam evidentes, recuperando um aspecto mais jovem. Marque a consulta de avaliação e receba um diagnóstico da sua pele realizado pela equipa de Consultoras Clínicas especializadas, capazes de avaliar os tratamentos mais adequados para si.

Oferecemos as soluções mais inovadoras, eficazes e seguras para si.
Descubra os tratamentos não invasivos.

Marque Já a sua Consulta de Avaliação Gratuita

Partilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pesquisar

Conhece o método Bodyscience?

Siga-nos no Instagram

Siga-nos nas redes sociais

Conquiste a beleza
de um corpo saudável

Marque já a sua consulta

e avaliação gratuita.

A mudança começa aqui.

Conhecimento Partilhado

Artigos
Relacionados

Mais de 50.000 pessoas confiam nas nossas Clínicas

Realização de uma Avaliação Corporal Completa;

Análise Perfil Clínico e Hábitos Alimentares;

Diagnóstico do Problema e Prescrição do tratamento;