Como o frio afeta o corpo?

Especialmente nos meses frios, cuide de si.

Want create site? With Free visual composer you can do it easy.

Nas zonas interiores de Portugal, a amplitude térmica anual chega a 18 graus celsius mas junto ao litoral não ultrapassa os oito. Ainda assim, os portugueses não sabem bem lidar com a forma como o frio afeta o corpo. Habituados às temperaturas amenas de que Portugal beneficia, os meses de inverno são difíceis para a população mas este temor meteorológico deve-se, essencialmente, ao fraco isolamento térmico da maioria dos edifícios.

Clínicas BodyScience

A beleza de um corpo saudável

Marque Já a sua Consulta de Avaliação Gratuita

 

Conheça os efeitos do frio no corpo e saiba como os prevenir.

6 sinais de que o frio afeta o corpo

Estamos preparados, tanto psicologicamente como fisiologicamente, para as temperaturas mais baixas mas, ainda assim, o frio afeta o corpo. O tempo frio no exterior e os aquecimentos ligados dentro de portas, são uma combinação perigosa para o corpo. A pele, os lábios, os pés e, até, o estado de espírito começam a dar sinais de que o frio está a ser muito duro. Saiba como o frio afeta o corpo.

1. Pele seca

A pele é o maior órgão e, também, o mais exposto, logo, é natural que seja o que mais sinais apresenta quando o frio afeta o corpo. As glândulas sebáceas estão em menor número nas mãos e nos pés, por isso, estes são os primeiros a mostrar os efeitos da meteorologia. Se tem a pele seca, no inverno, a pele produz menos sebo, o hidratante natural da pele, por isso, mais rapidamente ficará seca e escamosa.

2. Pele desidratada

A pele pode desidratar, perdendo todo o seu sebo natural, uma consequência da falta de líquidos. Para perceber o estado de hidratação interna da pele, dê um beliscão nas costas da mão e avalie quanto tempo a pele demora a voltar ao normal. Se recuperar rápido, está hidratada, se demorar, o melhor será consultar um dermatologista.

3. Frieiras

As frieiras são uma das formas do frio afetar o corpo, são comuns, com graus de intensidade variáveis mas muito incómodas. Trata-se de uma inflamação cutânea dos vasos sanguíneos provocada pela contração destes quando em exposição ao frio seguida de uma rápida recuperação da temperatura da pele, congestionando a circulação e provocando a inflamação dos tecidos. Podem surgir nas mãos, pés, nariz, orelhas, joelhos ou cotovelos.

4. Cieiro

Onde a pele é mais espessa mas menos elástica, quando exposta a condições extremas de frio e calor, abre fissuras. Por causa da contração da pele provocada pela exposição ao frio, ao compensar o aumento de elasticidade, a pele abre pequenas fissuras que se tornam muito dolorosas. 

5. Doenças respiratórias

O frio traz consigo constipações, gripe, bronquite, rinite e pneumonia. Isto acontece porque, por causa das baixas temperaturas, o corpo precisa de gastar mais energia para se manter quente, um esforço que diminui as suas defesas naturais. Com as defesas em baixo, o organismo fica mais sensível a vírus e bactérias.

Outras formas do frio afetar o corpo

Os dias são mais escuros, o organismo absorve menos melatonina, logo, há mais sono e pior humor. Como transpiramos menos, temos mais necessidade de urinar. Também temos mais fome, porque precisamos de mais calorias, em forma de gordura, para proteger o corpo.

Veja também: Como preparar o corpo para o inverno

10 dicas para prevenir que o frio afete o corpo

Quando a temperatura corporal desce para valores abaixo dos 35 graus, o organismo entra em hipotermia, o que pode resultar em alterações visuais, arrastamento na fala, crescente desorientação e rigidez muscular. Se não inverter este processo rapidamente, o corpo sofrerá alterações cardíacas e respiratórias, confusão mental crescente, seguida de uma sensação de paz profunda, coma e morte. É importante não descurar alguns cuidados nos meses mais frios, para garantir que está quente, confortável e se mantém com saúde.

Oferecemos as soluções mais inovadoras, eficazes e seguras para si.
Descubra os tratamentos não invasivos.
Marque Já a sua Consulta de Avaliação Gratuita

  • Para evitar que o frio afete o corpo, aplique um hidratante mais gordo e rico, capaz de criar uma barreira mais resistente, impedindo a perda de humidade.
  • Ao longo do dia e antes de dormir, aplique um bom creme nas mãos. Nos pés, aplique uma boa camada de creme de manhã, à noite e de seguida calce umas meias.
  • Tenha sempre um bálsamo por perto para manter a pele dos lábios hidratada e protegida.
  • Recordámos que a hidratação da pele começa de dentro para fora, por isso, assegure que ingere a quantidade de água necessária ao seu peso corporal (35 ml por casa quilo de peso corporal) – pode substituir por água sem açúcar.
  • Alimente-se bem, apostando numa dieta que reforce as defesas, privilegiando as frutas, os vegetais e as leguminosas, os frutos secos e o leite. Se sentir necessidade, suplemente com vitaminas – fale com o seu médico.
  • Mantenha a prática de exercício físico regular porque ajuda a melhorar a circulação sanguínea e a elevar a temperatura corporal.
  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas porque o álcool provoca vasodilatação, acelera a perda de calor e o arrefecimento do corpo.
  • Agasalhe-se. Vista-se por camadas, começando sempre por uma camisola interior. Use luvas, cachecol e gorro para proteger a pele da exposição a temperaturas extremas
  • Para prevenir frieiras, a prevenção é o segredo, para isso, evite a exposição da pele ao frio e humidade, garantindo a manutenção da temperatura corporal.
  • Em casa, a partir do meio da tarde, feche todas persianas e, no interior da habitação, feche as portas das divisões para o calor não se dissipar.

Se, apesar dos cuidados para evitar que o frio afete o seu corpo, sente que a sua pele está a precisar de um mimo extra, marque uma consulta de avaliação gratuita nas Clínicas BodyScience e saiba como recuperar a saúde da sua pele.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.